Compartilhe

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados entregou na tarde desta terça-feira (29) o Prêmio Darcy Ribeiro de Educação 2019 ao Fórum Nacional Popular da Educação (FNPE). Também receberam a premiação o professor Jayse Antônio da Silva Ferreira e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) faz parte do FNPE, que reúne 35 entidades nacionais do campo educacional e acompanha a implementação dos planos nacionais, estaduais, distritais e municipais de educação.

A deputada professora Rosa Neide (PT/MT) defendeu a indicação do FNPE ao prêmio: “Ao nosso juízo, o Fórum é um estratégico espaço político e democrático de construção de políticas educacionais em que mais entidades estão se somando, justamente para fazer valer a implementação dos planos de educação para garantir direitos”, destacou a deputada, que reforçou: “uma educação para todos e todas é uma conquista desse tipo de coletivo. São atores coletivos que produzem resistência e avanços em nosso país. No atual contexto não podemos abrir mão da resistência”.

Representando o FNPE, a professora Adércia Hostin recebeu a medalha e o diploma de menção honrosa. “Darcy Ribeiro já colocava que a crise na educação é um projeto. E o Fórum Nacional Popular da Educação tem na sua veia transformar, e não só resistir. É um espaço para combater esse projeto, que não quer que a educação seja gratuita, laica, inclusiva, pública e de gestão pública. Os processos de ruptura democrática pelos quais passou o país guardam em comum a redução drásticas de direitos sociais, entre eles a educação”, refletiu Adércia Hostin em seu discurso de agradecimento. A professora também defendeu a qualidade no ensino público, mais investimentos, a implantação do Piso Salarial Nacional, valorização da carreira dos profissionais da educação e uma escola democrática e autônoma, como espaço de liberdade e pensamento crítico: “Somos contra organizações e grupos fascistas como os que querem “Escola sem Partido”, “Lei da Mordaça”, e educação domiciliar”, pontuou.

O professor Jayse Antônio da Silva Ferreira, que leciona na Escola de Referência em Ensino Médio Frei Orlando (Erem), Itambé (PE), agradeceu pela premiação: “É uma grande honra pra mim receber essa condecoração que leva o nome desse antropólogo, escritor e político brasileiro, que teve forte influência na educação desse país, Darcy Ribeiro. Quero agradecer à comissão de educação que assim como eu acredita e luta por uma educação de qualidade para crianças e jovens. Independente de onde a gente vive tem muita gente boa querendo vencer na vida, então a saída é a educação”. Filho de pai analfabeto, o professor da rede estadual em Itambé, na Mata Norte de Pernambuco, Jayse Ferreira entrou na lista dos 50 melhores educadores do mundo em 2018.

Luiz Miguel Martins Garcia, da Undime, fez um apelo aos parlamentares para as leis que garantam o financiamento da educação pública: “Quando a educação vem para o orçamento ela passa a fazer parte dos governos municipais. A Undime faz questão de externar sua defesa pública da PEC 15/2015 [que trata do Fundeb permanente e com mais recursos], trabalhada intensamente pela deputada Professora Dorinha, pelo deputado Flávio Arns, que fez um trabalho bonito de diálogo do senado com a câmara, o deputado Bacelar, e agora, já na mão da Comissão de Educação, a gente espera que todo o plenário possa aprovar e de fato trazer para o campo da ação o discurso tão firmado da importância da educação nas nossas vidas, no nosso país”.

Prêmio Darcy Ribeiro de Educação

A premiação é concedida anualmente, com entrega de diploma de menção honrosa e outorga de medalha com a efígie de Darcy Ribeiro, a três personalidades ou entidades cujos trabalhos ou ações mereceram especial destaque na defesa e promoção da educação no Brasil. Ex-senador, o antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997) foi um dos fundadores da Universidade de Brasília (UnB). No seu último ano de vida, dedicou-se especialmente a organizar a Universidade Aberta do Brasil, com cursos de educação a distância; e a Escola Normal Superior, para a formação de professores de 1º grau.

Adércia Hostin recebe prêmio em nome do FNPE

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support